Politics

Na ONU, Brasil critica sanções e fornecimento de armas dos EUA e europeus à Ucrânia


O Conselho de Segurança da ONU aprovou reunião extraordinária para esta segunda-feira (28) para debater invasão à Ucrânia


Siga o Brasil 247 no Google News

247, com informações da Sputnik – Na reunião que determinou uma convocação extraordinária da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) para esta segunda-feira (28), o embaixador brasileiro no órgão, Ronaldo Costa Filho, reafirmou neste domingo (27) o voto do Brasil contrário à Rússia, mas alertou que sanções econômicas de Europa e Estados Unidos mais o envio de armas para a Ucrânia podem piorar a situação.

A resolução que agenda para esta segunda uma sessão extraordinária da Assembleia Geral da ONU foi aprovada por 11 países, com o voto contrário da Rússia e a abstenção de China, Índia e Emirados Árabes.  

O objetivo é “que os 193 membros da ONU se posicionem” sobre a guerra que eclodiu devido à invasão russa à Ucrânia e sobre “a violação da Carta das Nações Unidas”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close