Politics

“Inaceitável”, diz presidente da Turquia sobre ação militar russa na Ucrânia


A operação da Rússia “viola a lei internacional e representa uma ameaça à estabilidade regional”, segundo Erdogan


Siga o Brasil 247 no Google News

247 com RTO presidente da Turquia, Recep Erdogan, condenou a Rússia por iniciar uma ação militar contra a Ucrânia nesta quinta-feira (24). 

O governo turno afirma que considera Moscou e Kiev amigos e “sente verdadeiro arrependimento” pelo conflito militar, segundo a agência de notícias Anadolu. A operação da Rússia “viola a lei internacional e representa uma ameaça à estabilidade regional”, segundo Erdogan.

O líder turco presidiu uma reunião do Conselho de Segurança Nacional depois de falar com seu colega ucraniano Volodymyr Zelensky por telefone nesta quinta-feira. A Turquia pediu a Moscou que busque a reconciliação com Kiev com base no acordo de Minsk de 2015. O documento, que a Rússia ajudou a mediar, delineou um roteiro para a paz entre Kiev e as duas regiões de Donbass que se rebelaram contra o governo central ucraniano em 2014 após um golpe armado em Kiev.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na segunda-feira, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que os acordos entre a Ucrânia e suas regiões separatistas de Donetsk e Lugansk estavam praticamente mortos porque Kiev se recusou a implementar sua parte do acordo por sete anos. Isso foi parte da justificativa para o reconhecimento da Rússia das regiões rebeldes como estados soberanos.

O ataque de quinta-feira foi parcialmente destinado a proteger as recém-reconhecidas Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk do contínuo assédio das forças ucranianas, disse o líder russo na manhã de segunda-feira, ao anunciar o ataque russo à Ucrânia. Moscou busca desmantelar os militares ucranianos e “desnazificar” a nação, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A liderança turca prometeu na quinta-feira continuar apoiando a soberania e a integridade territorial da Ucrânia. Ancara disse que tomará medidas para garantir a segurança dos cidadãos turcos na Ucrânia, bem como dos tártaros da Crimeia ucranianos, que os turcos consideram um povo fraterno.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close