Politics

Ex-governador Ricardo Coutinho obtém autorização judicial para viajar


Alvo da Operação Calvário, o pré-candidato ao Senado pela Paraíba teve mais uma vitória junto ao STJ


Siga o Brasil 247 no Google News

247 – Alvo da Operação Calvário, pela qual chegou a ser preso em 2019 com base em “acusações genéricas”, como já declarou, o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho obteve vitória judicial e conseguiu autorização para viajar após decisão unânime do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Em dezembro passado, o desembargador Ricardo Vital, da Justiça da Paraíba, proibiu Coutinho de ir a São Paulo para participar do jantar organizado pelo grupo Prerrogativas, que reuniu o ex-presidente Lula e diversas lideranças democráticas.

Desta vez, o ex-governador obteve vitória na corte superior graças ao pedido de extensão feito nos autos do Habeas Corpus do seu ex-advogado, Francisco Ferreira, que meses antes já teria conseguido através dos seus advogados em Brasília a liberdade de poder viajar por até sete dias sem precisar de autorização judicial.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O pedido foi concedido a Francisco em decorrência da sua extensa agenda em diversos estados, notadamente São Paulo, pontuou a Relatoria na ocasião.

Para ter o mesmo benefício dado a seu ex-advogado, Ricardo Coutinho pediu extensão, todavia o relator, ministro Sebastião Reis, decidiu negar a liminar e levar o pedido ao colegiado que, por unanimidade, concedeu a extensão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Favorito ao Senado na Paraíba, Ricardo Coutinho voltou a se filiar ao PT em setembro do ano passado, após 18 anos no PSB.

Com informações do Blog Tião Lucena

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.