Politics

Damares é alvo de escracho durante evento em Nova York: ‘mentirosa e genocida’


Ativistas levantaram faixas dizendo “ganhadora da Medalha do Genocídio Indígena”. O deputado José Medeiros (Podemos-MT) arrancou uma das faixas à força


Siga o Brasil 247 no Google News

247 – A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, foi alvo de escracho durante a inauguração do Espaço da Mulher Brasileira junto ao consulado brasileiro em Nova York, nos Estados Unidos. Ativistas levantaram faixas com os dizeres “Damares mente” e “ganhadora da Medalha do Genocidio Indigena”.

Pelo menos duas mulheres se colocaram  à frente do público presente e receberam o apoio de muitas. “Você não nos representa, nos envergonha!”  e “Ministra da Violação aos Direitos Humanos” eram outras frases contra a ministra do governo Bolsonaro. 

O deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) estava presente no evento, ao lado da ministra, e arrancou com muita força uma das faixas das ativistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma delas segurou a faixa. O deputado então forçou para retirar das mãos dela e entrou numa sala levando o material. A ativista gritou que ele estava violando a propriedade dela, como diz a lei nos EUA.

A assessoria de imprensa de José Medeiros negou a presença dele em NY, mas fotos provaram o contrário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

(Com informações do DDB – Defend Democracy Brazil – em Nova York)

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published.

close